"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

A implosão da mentira


Mentiram - me.
Mentiram - me ontem
e hoje mentem novamente.
Mentem de corpo e alma completamente.
E mentem de maneira tão pungente
que acho que mentem sinceramente.
Mentem, sobretudo impunemente.
Não mentem tristes,
alegremente mentem.
Mentem tão nacionalmente
que acho que mentindo história afora,·vão enganar a morte eternamente.
Mentem, mentem e calam,
mas as frases falam e desfilam de tal modo nuas
que mesmo o cego pode ver a verdade
em trapos pelas ruas.
Sei que a verdade é difícil e para alguns
é cara e escura,
mas não se chega à verdade pela mentira
nem à democracia pela ditadura.
Evidentemente crer que uma flor nasceu
em Hiroshima
e em Auschwitz havia um circo
permanentemente.
Mentem, mentem caricaturalmente,
mentem como a careca mente ao pente,
mentem como a dentadura mente ao dente
mentem como a carroça à besta em frente,
mentem como a doença ao doente,
mentem como o espelho transparente
mentem deslavadamente como nenhuma
lavadeira mente
ao ver a nódoa sobre o rio
mentem com a cara limpa e na mão
o sangue quente,

mentem ardentemente como doente nos
seus instantes de febre,
mentem fabulosamente
como o caçador que quer passar gato por lebre
e nessa pilha de mentiras a caça é que
caça o caçador
e assim cada qual mente indubitavelmente.
Mentem partidariamente,
mentem incrivelmente,
mentem tropicalmente,
mentem hereditariamente,
mentem, mentem e de tanto mentir
tão bravamente
constroem um país de mentiras diariamente.

Affonso Romano de Sant'Anna

Imagem Google


quarta-feira, 4 de julho de 2018

Fantasia para uma visita ao supermercado



fantasio
que um dia
o encontrarei
por entre as gôndolas
(de um supermercado)
fantasio que
ao levantar os olhos
das cebolas
lá estará ele —

seus olhos me
buscando
insistentemente
por entre os tomates
& as beterrabas

me atrapalho
nas compras:
preciso de chuchu —
levo rabanetes

ao nos cruzarmos de novo
por entre peixes e siris
trocamos risinhos cúmplices —
já íntimos
& coniventes.

no caixa 
(meio tímidos)
trocamos e-mails,
telefones

& marcamos encontro
para o próximo réveillon —
eu vou de rosa
ele vai de marrom...

Vitória Lima 

Detalhe de pintura a óleo "Arte na Feira", encontrado sem autoria no site do Mercado Livre





Ah! Se acontecesse enfim qualquer coisa!

Se de repente saísse da terra um braço
e atirasse uma rosa
para o espaço!

Mas não.

Lá está o sol do costume
com a exactidão
duma bola de lume
desenhada a compasso...

...sol que à noite continua
a andar em redor
nas entranhas da lua
- que é sol com bolor...

e desde que nasci,
haja paz ou guerra,
nunca vi outra coisa.

Ah! Como queres que acredite em ti
- braço que hás-de romper a terra
e atirar uma rosa?

José Gomes Ferreira


"Phenix", de Michäel Zancan



terça-feira, 3 de julho de 2018

Poema do retorno



a terra cobra 
o que do homem 
nada sobra 

cobra o ouro 
cobra a prata 
cobra o cobre 

cobra o vento 
cobra o evento 
cobra o invento 

cobra o osso 
cobra a carne 
cobra o remorso. 

cobra o sonho 
cobra a raiva 
cobra a calva. 

cobra o cio 
cobra o aço 
cobra o ócio. 

cobra a escória 
cobra a cárie 
cobra a memória. 

cobra o modo 
cobra o medo 
cobra o arremedo. 

cobra a febre 
cobra a fibra 
cobra a vida. 

Francisco Carvalho

The Brain Trees - Images & Stock Pictures



Um movente raio de ouro
Em uma expansão de glória,
Sem esforço,
Sem vitória;
Uma linha móvel
E curva e reta sem ruptura,
Juvenil
Sempre pura:
Flexível como o vento
Insinuante,
Rápida como um relâmpago.
Riscando o ar
Sutil como o pensamento
Que cria.
E é um corpo
na sua ascensão,
ele se lança, é o homem,
ele se dobra, é a mulher
ele salta, é a criança,
Arcanjo ou gnomo,
ele é a alma
Do instante
Força e graça
Ele povoa o espaço;
De essência divina
Ele é andrógeno.
E é o mar e é o vento,
O movimento,
E a luz e a música,
O ritmo.
E é a perpétua metamorfose
No ideal apoteose;
O triunfo da utopia,
A vida;
No canto carnal de um gesto
É limitado
É infinito.
Luz na luz.
Ele se move;
E a terra
Parece pôr seus pés de fogo;
Ele a toca e em um salto sem igual
Ele reflete estendido em direção ao sol.
Ele voa
Mas procuramos em vão suas asas.
Somente seu desafio brilha
E transgride.
O ritmo o possui,
Tudo cede;
E ébrio de cadência
Ele dança.

Valentine de Saint-Point

"The Divine Madness of Vaslav Nijinsky", de Scott Ordway




A moça e a ponte



A ponte é longa
e a moça que a atravessa
tem as cores luminosas do verão.

De tão longa a ponte,
a moça solta-se e canta e dança
e nem os pilares frios da ponte
escapam do seu encanto.

A graça longa da ponte
é feita de tantos temperos
que o ritmo da vida de quem a vê
cede e se comove.

Não há no ar o menor indício
mas no final a ponte prepara
um precipício.

Edival Perrini

Pintura Mural no Calle Moret na vizinhança de Carmem (Valência-Espanha)


Aliteração



Eu quero dançar contigo
dentro do poesia,
como dança o povo dentro do Estado.

Eu quero rebolar contigo em cada rima,
como rebola o povo dentro do salário.

Eu escolho uma aliteração
para a nossa vida:
filhos, felicidade, família, feijão, farinha...
como o povo, em fé, faz folia, forra a fome com futebol e fantasia.

Wanda Cristina

"Dança (exaltação do gordo), de Fernando Botero (pintor colombiano) 



Dá-me tua mão



Dá-me tua mão, e dançaremos;
dá-me tua mão e me amarás.
Como uma só flor nós seremos,
como uma flora, e nada mais.

O mesmo verso cantaremos,
no mesmo passo bailarás.
Como uma espiga ondularemos,
como uma espiga, e nada mais.

Chamas-te Rosa e eu Esperança;
Porém teu nome esquecerás,
Porque seremos uma dança
sobre a colina, e nada mais.

Gabriela Mistral

 

"The  Dance", de Aimé Gabriel Adolphe Bourgoin 





É tão fácil
dançar
uma valsa,
rapaz...

Pezinho
pra frente
Pezinho,
pra trás.

Pra dançar
uma valsa
é preciso
só dois.

O Sol
com a Lua.
Feijão
com arroz.

José Paulo Paes


arte de Edgar Degas


A valsa


Tu, ontem,
Na dança
Que cansa,
Voavas
Co'as faces
Em rosas
Formosas
De vivo,
Lascivo
Carmim;
Na valsa
Tão falsa,
Corrias,
Fugias,
Ardente,
Contente,
Tranqüila,
Serena,
Sem pena
De mim!

Quem dera
Que sintas
As dores
De amores
Que louco
Senti!
Quem dera
Que sintas!...
— Não negues,
Não mintas...
— Eu vi!...

Valsavas:
— Teus belos
Cabelos,
Já soltos,
Revoltos,
Saltavam,
Voavam,
Brincavam
No colo
Que é meu;
E os olhos
Escuros
Tão puros,
Os olhos
Perjuros
Volvias,
Tremias,
Sorrias,
P'ra outro
Não eu!

Quem dera
Que sintas
As dores
De amores
Que louco
Senti!
Quem dera
Que sintas!...
— Não negues,
Não mintas...
— Eu vi!...

Meu Deus!
Eras bela
Donzela,
Valsando,
Sorrindo,
Fugindo,
Qual silfo
Risonho
Que em sonho
Nos vem!
Mas esse
Sorriso
Tão liso
Que tinhas
Nos lábios
De rosa,
Formosa,
Tu davas,
Mandavas
A quem ?!

Quem dera
Que sintas
As dores
De arnores
Que louco
Senti!
Quem dera
Que sintas!...
— Não negues,
Não mintas,..
— Eu vi!...

Calado,
Sózinho,
Mesquinho,
Em zelos
Ardendo,
Eu vi-te
Correndo
Tão falsa
Na valsa
Veloz!
Eu triste
Vi tudo!

Mas mudo
Não tive
Nas galas
Das salas,
Nem falas,
Nem cantos,
Nem prantos,
Nem voz!

Quem dera
Que sintas
As dores
De amores
Que louco
Senti!

Quem dera
Que sintas!...
— Não negues
Não mintas...
— Eu vi!

Na valsa
Cansaste;
Ficaste
Prostrada,
Turbada!
Pensavas,
Cismavas,
E estavas
Tão pálida
Então;
Qual pálida
Rosa
Mimosa
No vale
Do vento
Cruento
Batida,
Caída
Sem vida.
No chão!

Quem dera
Que sintas
As dores
De amores
Que louco
Senti!
Quem dera
Que sintas!...
— Não negues,
Não mintas...
Eu vi!

Casimiro de Abreu 

arte de Edgar Degas

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página