"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

quarta-feira, 7 de julho de 2010

.
"A poesia não é uma expressão do ser do poeta.
É uma expressão do não-ser do poeta.

O que escrevo não é o que tenho; é o que me falta.
Escrevo porque tenho sede e não tenho água.

Sou pote.
A poesia é água".

Rubem Alves

.

5 comentários:

Fatima disse...

Sou devota dele!
bjs.

Mariângela disse...

Esse cara é demais! Na simplicidade traduz a complexidade de ser poeta, piruá de pipoca, criança, gente grande e ... a vida como ela é.
Linda postagem, como sempre!
beijos

Fada do Mar Suave disse...

MIM


O tempo transcorre em mim
Celeremente. Tão afoito que finda.
Acho que sei, afinal, a que vim.
E já me vou. Uma pena.
Não há tempo mais pra mim.
Volto à silente matéria cósmica
Que em mim, um dia, se organizou
Para me ser. Uma vez, uma vez somente.


DARCY RIBEIRO


Lindo Blog! Sua criação encheu minha noite de poesia e encanto. Um prazer estar em seu canto.
Com carinho da Fada do Mar Suave.

DILERMArtins disse...

Mas bah, guria.
Esse é Mestre!

Poeta Carlos Maia disse...

Belíssimo, Belíssimo...

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página