"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

.
.
Não apaguem as nossas estrelas.
Elas são tão poucas; roucas
(Alguns dizem que são loucas),
De tanto falarem
E poucos escutarem.

Não apaguem as nossas estrelas
Muitos dizem que são insanas;
Que são todas doidivanas,
Mas, igual a Bilac, eu as escuto
"Pálido de espanto".

Hilda Hilst

.

4 comentários:

HSLO disse...

Belo demais...Flor.

te desejo um ótimo final de semana.

A Palavra Mágica disse...

Flor,

Não sei se comento a beleza do poema ou a obra-prima do Phillip Glass. Parabéns!

Um beijo
Alcides

Ana Tapadas disse...

Adorei o post em baixo.
Este poema é cheio de emoção.
Beijinho

Analuka disse...

Passear neste blog é uma delícia! Mergulho em sensualidade e delicadeza. Bom encontrar uma de minhas imagens por aqui!... Deixo beijinhos pintados e alados, azuis e lilases. Linda a música de fundo!

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página