"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

quinta-feira, 16 de abril de 2009

"Transpiração Antropo/fágica"

.
.
Por onde quer que eu te cantasse
devorasse amasse ou comesse
não bastaria o poema
por onde então começasse
jura secreta que fosse
palavra indiscreta escrevesse
meus dentes em teu corpo deixasse
a língua onde quer que lambesse
não bastariam meus dedos em riste
lavrando a carne onde berras
e queimas no inferno de Dante
e não sabes ver que o amante
é o ser trans/pirado da terra
.
Artur Gomes
.

6 comentários:

A Palavra Mágica disse...

Flor,

Que bela declaração de paixão!

Beijos!
Alcides

Serena Flor disse...

Tem selinhos pra você lá na minha galeria de selos ok?
E Meme também caso queira responder.
Um beijão.
Sinta-se a vontade para aceitar ou não viu...rsrs
Um grande beijo!

Glaucia Elaine disse...

Olá Flor,

Que forte, voraz é esse poema.Maravilhoso!

Bjs!!

Flor ♥ disse...

Alcides,

também encantei-me com a voracidade destes versos!

Beijo!

Flor ♥ disse...

Serena,

que delicadeza, minha amiga! Vou buscar os selinhos, certamente!

Um beijo enorme prá ti, querida!

Flor ♥ disse...

Oi, Gláucia...

é mesmo um poema voraz e lindo!

Beijocas!

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página