"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

quarta-feira, 22 de abril de 2009

"A Sós"

.
.
A sós,
como duas gaivotas
na solidão do céu,
em pleno mar,
sonhando no ar...
.
A sós,
lado a lado, sem alarde,
como dois pássaros num
alto ramo, ao cair da tarde...
.
A sós,
como duas mãos quando se
procuram e se encontram,
sem voz...
Como eu e tu quando
somos nós.
.
J. G. de Araújo Jorge
.

4 comentários:

A Palavra Mágica disse...

Flor,

Nossa Língua Portuguesa é tão rica, que permite esta rima: Sós/Nós.


Assim não existe solidão, tudo é imensidão... e o resto é rima desnecessária.

Beijos!
Alcides

DILERMArtins disse...

Mas bah, guria.
Nós...finalmente sós!
JG, um dos meus preferidos, na adolecencia...Quanto tempo...
Voltarei a ler.
Obrigado.

Flor ♥ disse...

Alcides,

ao poeta tudo é permitido, até mesmo essa rima!

bjs.

Flor ♥ disse...

Oi, Diler!

Nisso também empatamos: J.G. de Araujo como favorito!

Um beijo!

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página