"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

sábado, 15 de agosto de 2009

"Trilhas"

.
.
Urgência de ser eu mesmo,
cansaço de não me achar,
as rugas fizeram mapas
de não saber procurar.
.
Corpos de tantas miragens,
versos de pouco dizer,
será que jamais me acabo
para, de novo, nascer?
.
Alberto Cohen

.

6 comentários:

Helena Arruda disse...

Humm... tempos de renovação à vista, Flor!

Beijinho de além mar para ti!

Helio Penna disse...

"As rugas fizeram mapas
de não saber procurar..."

Será que é por que procuramos o que já perdemos?

Beijos, querida!

Laricia disse...

Florzinha, querida,

Essa música está linda!!! E a seleção de poemas maravilhosa! Adoro vir aqui e... vou aceitar um chazinho! rsrsrs


Beijinho!

Flor ♥ disse...

Helena,

renovação a vista, sim, querida... precisamos disso para vencer o dia!

Beijos!

Flor ♥ disse...

Helio,

indiscutivelmente as perdas fazem parte do processo natural da vida... mas tudo é necessário para o nosso amadurecimento.

Beijo, querido amigo!

Flor ♥ disse...

Larica, meu docinho de amiga: sirva-se sempre: da música, do poema e do chá... rsrsr


Beijos.

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página