"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

"Voraz Fugacidade"

.
.
Esvai-se a vida, o tempo não dá trégua.
Fazer o que do sonho mais querido,
se de repente ele se vê vencido,
como se andasse ao fio de uma régua?
Vão-se os projetos, ais, gemidos, beijos;
entrega-se o ideário ao véu da morte.
Infeliz quem se diga ao pé da sorte,
sob a esperança de eternais desejos.
O que existe, isto sim, é o fim sem volta,
concretizando na alma uma revolta
que envenena a existência sem piedade.
Contemplativa, a mente então se solta;
divagando, ela aponta a ambiguidade
entre a vida e a voraz fugacidade!
.
Antonio Kleber
.

5 comentários:

HSLO disse...

Muito bom essa postagem...show.

abraços


Hugo

magna disse...

oi flor!!!
belo texto oh fugacidade do tempo e da alma!!!
tenha uma boa noite!
bjusss

[ rod ] ® disse...

o tempo não pode, mas o é imperativo... pode conter revoltas em si, mas com certeza faz-nos ver o real sentido de tudo.. abs.

Mateus Araujo disse...

Muito lindo! ♥

A Palavra Mágica disse...

E essa voraz fugacidade nunca avisa o que tem na próxima curva.

Beijos!
Alcides

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página