"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

terça-feira, 29 de junho de 2010

"Boneca"

.
Imagem Google
.
Dentro da velha casa de bonecas
minha predileta está meio desconjuntada
braços de pano pendentes
cara de nada absoluto

Bobagem ou contradição em termos
não pode ser o nada absoluto se ainda é uma boneca
mesmo quase desfeita
mas penso :
parte dela virou pó
não é mais a boneca que foi
porque começa a navegar no nada

Triste e um pouco assustada
olho o espelhinho da casa e percebo que
o nada absoluto está em meu rosto também

Adelaide Amorim

.

4 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida
Um lindo poema...transporta-nos para a infâcia.

beijinhos com carinho
Sonhadora

Celso Andrade disse...

Adorável teu blog.......

abraço

Celso

Bipede Implume disse...

Querida Flor
Me encantam essas bonecas assim como o poema. Lindo.
Beijinho de amizade p'ra ti.
Isabel

Ana Tapadas disse...

O poema é maravilhoso, um adorável retorno a um conforto antigo.
Beijo

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página