"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

"O Poema no Tempo"

.
.
Emerge da noite e do silêncio o poema,
Habitante da essência dos meus sentimentos.
O poema que me levará no tempo
E passarei entre as mãos
E diante dos olhos livres e límpidos de quem lê.
.
Sua passagem se confundirá
Com os assovios do vento
Com o rumor dos oceanos.
.
Ele encontrará uma praia de areias claras
Aonde possa se estender ao sol.
O poema morará inteiro no espaço mais aberto
De ar claro nas tardes lisas e eternas.
.
Quando eu já não existir mais,
O poema de asas brancas no vôo que lhe coube
Irá pousar em alguém que se fundirá a ele,
Entre paredes densas,
Quando na profunda e devoradora solidão.
.
Então ele emergirá, mais uma vez,
Da noite, do silêncio, como um cais seguro,
Ou quem sabeUma mão aberta e na palma uma esperança.
.
Antonio Miranda Fernandes

Nenhum comentário:

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página