"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

"A Lua"

.
.
Há tanta solidão nesse seu ouro.
A lua dessas noites não é a lua
Que viu o primeiro Adão. Os longos séculos
Da vigília humana cumularam-na
De antigo pranto.
Olha-a.
É teu espelho.
.
Jorge Luis Borges
in A Moeda de Ferro
.

6 comentários:

magna disse...

"Olha-a.
É teu espelho."
Nós assistimos a ela e ela assiste aos homens,está sempre tão longe,essa é a lua um segredo revelado.

Filomena disse...

A lua esconde e guarda todos os segredos?

Amei o poema


Beijo grande

Sonia Schmorantz disse...

Gostei da escolha.Jorge Luiz Borges tem excelentes textos!
Um abraço

Flor ♥ disse...

Magna,

a lua, sempre tão misteriosa... não é a toda que é musa de tantos poetas!

Bjs.

Flor ♥ disse...

Oi, Filomena!

Adoro tuas visitinhas... mais ainda quando me presenteia com o teu carinho!

Bjs.

Flor ♥ disse...

Oi,Sonia,

que bom que compartilhamos o gosto pelo grande Jorge Luis Borges!

Boa semana, querida.

Bjs.

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página