"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

domingo, 7 de setembro de 2008

.
.
Apaixone-se por mim.
Não um amor de mesa posta,
talheres de prata, toalha de renda,
não um amor de terça-feira,
água morna, gaveta arrumada.
.
Apaixone-se por mim
no meio de uma tarde de chuva, rua alagada,
rosas na mão, um amor faminto,
urgente, latejante, um amor de carne,
sangue e vazantes, um amor inadiável
de perder o rumo o prumo e o norte,
me ame um amor de morte.
.
Não me dê um amor adestrado que senta,
deita, rola e finge de morto,
que late, lambe e dorme.
Apaixone-se felino, sorrateiramente e
assim que eu me distrair, me crave os dentes,
as unhas, role comigo e perca-se em mim
e seja tão grande a ponto de me deixar perder.
.
Ame minhas curvas, minha vulva, minha carne,
me fecunde e se espalhe
por meus versos, meus reversos, meus entalhes.
Deixe eu me sentir amada, desejada,
glorificada em corpo e espírito
que eu nunca soube o que é ser de alguém,
mas preciso que me ensines, que me fales, que me cales, amém.
.
Patrícia Antoniete

Nenhum comentário:

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página