"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

domingo, 3 de maio de 2009

.
.
Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus barcos...

.
Quando me lembra: esse sabor que tinha
A tua boca... o eco dos teus passos...
O teu riso de fonte... os teus abraços...
Os teus beijos... a tua mão na minha...
.
Se tu viesses quando, linda e louca,
Traça as linhas dulcíssimas dum beijo
E é de seda vermelha e canta e ri
.

E é como um cravo ao sol a minha boca...
Quando os olhos se me cerram de desejo...
E os meus braços se estendem para ti...
.

Florbela Espanca
.

4 comentários:

Teca Gama disse...

Prefiro um café e uma boa conversa,

A poesia de Floebela é como um chamameto ao amor.

Flor ♥ disse...

Teca,

Bem vinda!

Que bom, também adoro uma boa conversa! E mais ainda os poemas de Florbela, a mais bela flor do Alentejo!

Beijos!

A Palavra Mágica disse...

Flor,

Hoje não vou comentar este poema de Florbela Espanca. Faltam palavras!

Beijos!
Alcides

Flor ♥ disse...

Verdade, Alcides. Para os poemas de Florbela bastam nossos suspiros...

Beijos!

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página