"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

quarta-feira, 11 de março de 2009

"Nas Nossas Ruas, Ao Anoitecer"

.
.
Nas nossas ruas, ao anoitecer,
Há tal soturnidade, há tal melancolia,
Que as sombras, o bulício, o Tejo, a maresia
Despertam-me um desejo absurdo de sofrer.
.
Cesário Verde
.

13 comentários:

A Palavra Mágica disse...

Gosto do clima noturno.
Não pela solidão que, graças a Deus, passa bem longe de mim. Nem pela sombra que às vezes assusta.
Gosto sim é dos mistérios que nossos olhos vão desvendando ao acostumarem-se com tal escuridão.
Quando não podemos enxergar direito todos os nossos sentidos ficam mais apurados. É aí que nasce muita poesia.

Beijos!
Alcides

Glaucia Elaine disse...

Ok minha linda!!
A parceria está feita...amemos todos a poesia...

Seja bem vinda,
bjs!!

Luísa disse...

Cesário esqueceu de viver as noites loucas da margem do Tejo...de lhes retirar os beneficios do convivio com as sombras, com a maresia,com toda a agitação de Alcantara!
Jamais deveremos optar por sofrer...pois temos a sorte de poder assistir à vida!

Beijinho terno!

Agulheta disse...

Flor! Já algum tempo que não lia Cesário Verde,o vim encontrar aqui nestas palavras.
Beijinho:-)

Ana Tapadas disse...

O poeta do olhar deambulante por Lisboa...
beijinho

Flor ♥ disse...

Alcides,

a noite é mesmo carregada de mistérios e segredos, elementos super inspiradores para a poesia!

Que a sua noite seja plena!

Beijinho.

Flor ♥ disse...

Gláucia,

é um prazer ter como parceira uma pessoa que ama a poesia!

Beijo!

Cristiane Marino disse...

Olá flor!

Estou muito contente pelo selo! Vou salvá-lo no micro para depois fazer um post especial para ele, te aviso! Muito obrigada mesmo, é uma grande honra, vc é gentil, inteligente e minha amiga eee!

beijossss

Flor ♥ disse...

Luisa,

Pobre Cesário, viveu tão pouco... e sua obra, também tão curta, mas tão cheia de delicadeza...
Beijos, querida!

Flor ♥ disse...

Lisa,

Tenho muita admiração pelos poetas portugueses, em especial por Cesário, de vida tão breve e poesia tão leve!

Beijinho.

Flor ♥ disse...

Ana,

Lisboa certamente inspirou Cesário, que nos brindou com seus versos delicados.

Beijo!

Flor ♥ disse...

Cristiane,

A honra é minha! Poder partilhar virtualmente contigo! Vou aguardar a postagem, sim, querida!

Obrigada por teu carinho!

Maria disse...

Vida(...),
não para de passar.
enorme loucura,
festivais sujeitos a serem reais.

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página