"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

sexta-feira, 19 de junho de 2009

"Lavanda"

.
.
Macio, quente, protetor,
com perfume de lavanda,
era teu colo, mãe!
.
Tudo na casa tinha aquele cheiro.
- É para ter sonhos liláses -
dizias, estendendo os lençóis.
.
E agora mãe, já velhinha,
teu cabelo tem além do perfume,
a cor da flor!
.
Lenise Marques
.

4 comentários:

Vista-se de Azul. disse...

Flor,

Que lindo e delicado poema!
Fiquei com o coração apertado.Me lembrei de todas essas sensações maravilhosas.A minha tinha perfume de toque de amor,lembra?Aí! que saudade da minha mãezinha...

Beijos!

A Palavra Mágica disse...

Flor,

A Glaucia lembrou bem o perfume de toque de amor, a minha mãe também usava.

O poema mostra toda uma ingenuidade e um aprendizado.

Lindo!

Beijos!
Alcides

Flor ♥ disse...

Glaucia,
lembro-me deste perfume, sim... a memória olfativa é fantástica!

Beijos!

Flor ♥ disse...

Alcides,

Este poema é de uma ternura infinita... aliás, sou suspeita prá falar, porque adoro a autora!

Beijos!

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página