"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

"Mudança"

.
Fotografia de Chris Everard
..
Lá se vai a casa
cheia de medos da infância
e malas confidentes.
Os caminhos a levam.

Da viagem
o cansaço acomoda
panelas, móveis
e minha coleção de selo.

O assoalho geme à falta de intimidade.

A noite cuida do meu quarto:
olhos sonolentos tropeçam
na áspera parede de chapisco
— montanhas intransponíveis.
Amanhã saberei teus cheiros,
tua voz e o segredo de tuas cores.

Hoje não tenho a chave da porta.
.
Augusto Sérgio Bastos
in Rascunho

.

4 comentários:

Fernando Campanella disse...

Toda mudança deixa-nos sem a chave da porta. Belo poema. Lindíssima foto. Um abraço, minha querida amiga.

Sonhadora disse...

Minha querida Flor
Lindo poema...amei.
Beijinhos
Sonhadora

Ana Tapadas disse...

Amiga:
As mudanças são coisas terríveis...mas renovar é bom.
Gostei muito deste poema.
Espero que andes bem e que tenhas dias tranquilos.
Beijinho

A Palavra Mágica disse...

Flor,

Muitas vezes não queremos ou não aceitamos, mas mudar é crescer.

Beijos!
Alcides

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página