"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

sábado, 23 de janeiro de 2010

.
.
- Liberdade, que estais no céu...
Rezava o padre-nosso que sabia,
A pedir-te, humildemente,
O pio de cada dia.
Mas a tua bondade onipotente
Nem me ouvia.

- Liberdade, que estais na terra...
E a minha voz crescia
De emoção.
Mas um silêncio triste sepultava
A fé que ressumava
Da oração.

Até que um dia, corajosamente,
Olhei noutro sentido, e pude, deslumbrado,
Saborear, enfim,
O pão da minha fome.
- Liberdade, que estais em mim,
Santificado seja o vosso nome.

Miguel Torga

.

6 comentários:

HSLO disse...

Liberdade - eu amo, por demais.

Andradarte disse...

Pai Nosso à moda de Torga.
Sempre a Liberdade.
Beijo

Sonhadora disse...

Minha querida Flor
Como sempre escolhes bem os poetas, lindo poema.

beijinhos
Sonhadora

Jéll C. disse...

Nossa liberdade é o que temos de mais precioso.
Lindo poema.
;*

Eu, sem clone disse...

Que poema lindo! Nao ha melhor coisa que se sentir livre. Inclusive, livre de preconceitos. bj

A Palavra Mágica disse...

"Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós"...

Beijos!
Alcides

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página