"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

.
.
Era uma vez um sábio chinês, que um dia sonhou que era uma borboleta,
Voando nos campos, pousando nas flores, vivendo assim, um lindo sonho.
Até que um dia acordou e pro resto da vida uma dúvida lhe acompanhou.
Se ele era um sábio chinês que sonhou que era uma borboleta,
Ou se era uma borboleta sonhando que era um sábio chinês.


Raul Seixas

.

5 comentários:

HSLO disse...

Sou apaixonado pela sua sensibilidade. A forma com que combina a reflexão e as imagens utilizadas em suas postagens.


abraços

Hugo

A Palavra Mágica disse...

Flor,

Desculpe a minha ausência nos últimos dias. Tenho trabalhado bastante. Não reclamo por isso, reclamo a falta de tempo de comentar nos blogs amigos.

Essa letra do Raul Seixas demonstra toda a intensidade de uma viagem em nosso interior.

Beijos!
Alcides

Helena Castelli disse...

É sempre bom passar por aqui. Sempre encontro poesias e imagens escolhidas com sentimento.

Com carinho.
Helena

Ana Tapadas disse...

Flor:
boa noite amiga.
Que boa música e lindo poema. Difícil escolher...
bj

Fernando Campanella disse...

Esta fábula do Raú Seixas é um achado, muito boa. Um bjão.

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página