"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

terça-feira, 27 de abril de 2010

"E por isso me calo"

.
Imagem daqui
.
A minha voz é nobre
E mansa se vos falo.
Se me fazeis sofrer
Para não vos magoar
É que me calo.

Nada fere melhor
(mais que a voz desgastada)
Uma voz de marfim.
E se não sendo assim,
Fere a delicadeza
Mais que a vós, a mim.

E por isso me calo.

Hilda Hilst

.

4 comentários:

Flavio Ribeiro disse...

Tristes ocasiões em que temos que calar por motivos assim.

Beijos, querida!

Laricia disse...

Sentimentos nobres e conciliadores...

Beijinho!

Helena Arruda disse...

A nobreza de sentimentos e atitudes são o máximo neste poema.

Bjs.

Monica disse...

Linda conjugação poema/imagem, Flor!

Bjs.

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página