"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

quinta-feira, 19 de junho de 2008

" XXXVI "

.
.
Hei de amoldar-me a ti como o rio a seu leito,
como o mar a sua praia,
como a espada a sua bainha.
.
Hei de correr em ti, hei de cantar em ti,
hei de guardar-me em ti de agora em diante.
.
Fora de ti há de me sobrar o mundo,
como ao rio sobra o ar, ao mar a terra,
à espada a mesa do convite.
.
Dentro de ti não há de me faltar brancura do limo
para minha corrente, perfil de vento para minhas ondas, ajuste e
repouso para meu aço.
.
Dentro de ti está tudo; fora de ti não há nada.
.
Tudo o que tu és está em seu lugar, tudo o que não sejas tu me
há de ser vão.
Caibo em ti, estou feita a tua medida; mas se for em mim onde
algo falte, cresço ... Se for em mim onde algo sobre,
corto.
.
Dulce Maria Loynaz
(Poemas sin nombre, 1953)

Nenhum comentário:

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página