"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

.
.
Quando eu morrer
Me amarre em teu corpo
Com as vigorosas cordas
Da palavra.
Quando eu for só palavra
Me amarre em teus olhos
Com as frágeis cordas
Da memória
Quando eu for apenas
Uma fragrância longínqua,
Toque os sinos
Da minha poesia
Para lembrar
.
Roseana Murray

4 comentários:

Juca disse...

Flor, amei essa construção da poetisa. Essa forma de amarrar palavra, olhos, memória ... que no final, se nada restar, ainda teremos a poesia. Lindo mesmo! :-)

Flor ♥ disse...

Juca, eu concordo muuiito com vc. A construção é linda!!! No site dela tem o e-book, com ilustrações... é fantástico! Passa lá que vc vai gostar!

Bjs.

Paulo R. Diesel disse...

Nada como uma escolha depois de outra. Se gostastes de Borges, o que dizer de Roseana.

Beijo, Flor. Obrigado pelo comentário.

Flor ♥ disse...

Paulo, obrigada por tua visita e tuas gentis palavras.Volte sempre!

Bjs.

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página