"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

terça-feira, 10 de novembro de 2009

.
Imagem daqui
. .
A exaustão
das cinco da manhã
e a noite em claro
.
Gravo o poema,
que o peso da caneta
e eu nem Atlas
.
Os olhos a fecharem-se
mais fortes que o desejo
(vontade de rimar
nestes espaços)
.
(Se agora tu viesses
Dar-me um beijo
Com certeza adormecia
Nos teus braços)
.
Ana Luísa Amaral

.

5 comentários:

HSLO disse...

Adorei o poema.


abraços

Hugo

Bipede Implume disse...

Querida Flor
Já tinha estado no blog do poeta Fernando Campanella, através da Aninha e voltarei pois gostei muito da sua poesia.
Esta que tu nos trazes hoje também é encantadora.
Uma semana de paz p'ra ti.
Beijinhos
Isabel

A Palavra Mágica disse...

Flor,

Meu poema foi escrito hoje ás cinco da manhã. Encontro de poetas insones.

Beijos!
Alcides

Andradarte disse...

Eu também adormecia, 'nos braços de
um beijo..'
Beijo meu

magna disse...

olá flor!como você está?
'Com certeza adormecia
Nos teus braços'...para sonhar o sonho mais bonito mais profundo mais encantador sempre mais...mais.
bjus e tenha uma noite maravilhosa!
magna

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página