"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

terça-feira, 3 de novembro de 2009

"O vento"

.
.
Por mais que tente, o vento
não consegue adormecer
se não tiver nada para ler.
Seja uma folha de tília,
de bambu ou buganvília.
É por isso que o vento
arrasta as folhas consigo,
até encontrar um abrigo,
onde possa adormecer.
Arrastou até a folha,
onde eu estava a escrever!
.
Jorge Sousa Braga

.

10 comentários:

Ana Tapadas disse...

É isso mesmo, minha amiga, o vento é o grande agitador. Mas aquieta-se.
Ando num lufa-lufa com o trabalho, mas há-de melhorar.
Tem um excelente dia 4!
beijinho

Bipede Implume disse...

Achei maravilhoso o vento andar nesse bulício por não ter nada para ler.
Etta James, que não conhecia, também me maravilhou.
Também deixo beijinhos e muito carinho p'ra ti.
Isabel

Luh disse...

Boa noite Flor querida!
Como diz a música, "sonhar não custa nada"...
Grata pelo comentário.
Bjos

Silvana Nunes .'. disse...

Navegando sem ruma com a intenção de divulgar o meu blog, cheguei até você e gostei do que vi, tanto que pretendo voltar mais vezes. No momento estou impedida de fazer leituras muito extensas, pois a claridade da tela do computador está prejudicando um pouco a minha visão, devo tomar cuidado. Em breve resolverei esse problema. Bem, já que estou aqui aproveito para convidar a conhecer FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em http://www.silnunesprof.blogspot.com
Se gostar, siga-me.
Por hoje fico por aqui, Espero nos tornarmos bons amigos.
Que a PAZ e o BEM te acompanhem sempre.
Saudações Florestais !

magna disse...

ele levou a folha para algum lugar distante foi emaranhar no mato dormir num vagão vazio e ser encontrado por alguma mão que sente falta do toque do papel em mãos!!!
bjusss
flor tenha um dia maravilhoso cheio de alegria e descobertas!!!

Melissa disse...

Que danadinho esse vento, heim Flor? Que gostoso esse poema!

Agradeço imensamente pelas felicitações que levaram até ventanias ao meu coração, sabia?

:) Um beijo e obrigada!

Mateus Araujo disse...

hihuhuhuhu
HEyta vento...
MArdito
skaoska
:D

pudia até continuar né
=/

Bjããoo ♥

Agulheta disse...

Flor! O ventos nos trás as lembranças,e alguma agitação do momento,gostei do poema,tenho a agradeçer a visita ao blog.
Beijinhos mil.
Lisa

Fernando Campanella disse...

Belo poema, o vento arrastando tudo até encontrar sua serenidade. Assim como o poeta buscando a quietude nos versos de sua inspiração. Bjos.

A Palavra Mágica disse...

"Pela rua e deserta coberta
De folhas caídas que voam ao léu.
Corre o meu pensamento no rastro
Das nuvens pesadas que habitam o céu.
Vejo a casa na qual me criei
Vejo a escola, o jardim
Vejo a cara de cada um
Dos meus companheiros.
Olha o que o vento traz
Antes da chuva chegar...
Olha o que o vento traz
Antes da chuva chegar."
(Guilherme Arantes)

Beijos!
Alcides

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página