"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

.
.
Recomecemos então, as mãos
palma com palma.
Diz, não digas, a palavra.
As palavras terão sentido ainda?
Haverá outro verão, outro mar
para as palavras?
Vão de vaga em vaga,
de vaga em vaga vão apagadas.
Seremos nós, tu e eu, as palavras?
Onde nos levam, neste crepúsculo,
assim palma a palma,
de mãos dadas?
.
Eugénio de Andrade

.

5 comentários:

magna disse...

vamos de mãos entrelaçadas conhecer o presente,não é necessario luz,apenas eu você e algumas palavras!
bjus flor tenha uma boa noite!

Ana Tapadas disse...

Como dizer-to?
Eugénio de Andrade é o «meu» poeta!
beijinho minha amiga

Sonia Schmorantz disse...

Hoje casualmente também escolhi Eugénio de Andrade, há palavras que mesmo ditas por outra pessoa, por vezes nascem sob medida para nós mesmos...
beijos

A Palavra Mágica disse...

Flor,

Há momentos em que palavras são só detalhes.

Beijos!
Alcides

Lunna disse...

Estou descobrindo esse heterônimo de Fernando Pessoa aos poucos e que interessante descoberta... Grazie por esse novo olhar sobre esse poeta que está me conquistando dia após dia, mais e mais...

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página