"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

quinta-feira, 12 de junho de 2008

;
.
Me olhas, de perto me olhas,
cada vez mais de perto e, então,
brincamos de cíclope,
olhamo-nos cada vez mais de perto
e nossos olhos se tornam maiores,
se aproximam entre si,
sobrepõem-se e os ciclopes se olham,
respirando confundidos,
as bocas encontram-se e lutam debilmente,
mordendo-se com os lábios,
apoiando ligeiramente a língua nos dentes,
brincando nas suas cavernas
onde um ar pesado vai e vem
com um perfume antigo e um grande silêncio.
Então, as minhas mãos procuram
afogar-se nos teus cabelos,
acariciar lentamente a profundidade do teu cabelo
enquanto nos beijamos
como se tivéssemos a boca cheia de flores ou de peixes,
de movimentos vivos,
de fragrância obscura.
E, se nos mordemos, a dor é doce;
e, se nos afogamos num breve e terrível
absorver simultâneo de fôlego,
essa instantânea morte é bela.
E já existe uma só saliva
e um só sabor de fruta madura,
e eu te sinto tremular contra mim,
como uma lua na água.
.
Julio Cortázar

Nenhum comentário:

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página