"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

sábado, 7 de fevereiro de 2009

"Liberdade"

.
.
Não deixe para amanhã o verso entalado em sua garganta.
Solte o verbo imaginado e produzido na infância.
Desamarre as palavras amarradas em seu cérebro.
Liberte o último parágrafo preso nas malhas da censura.
Dê asas aos acentos, pontos e vírgulas,
e distribua-os de maneira sensata e democrática
Entenda os sons que surgem das palavras impressas no papel.
Traduza os rabiscos feitos na noite solitária e mal dormida.
Imagine as letras soltas, depois, prenda-as no papel.
Construa um poema, enfim!
.
Antonio Gutman
.

2 comentários:

Chris disse...

Lindo, flor querida.
Tudo aqui é um deleite, fico lendo seus interlúdios do dia com um incentivo a mais pro sorriso brotar no rosto.

Bjs

Flor ♥ disse...

Chris, a música e a poesia são motivos a mais para crermos no belo.

Beijos, querida!

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página