"Regresso devagar ao teu
sorriso como quem volta a casa..."

Manuel Antonio Pina

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

.
.
Derramei três lágrimas:
a primeira escorreu pela face e perdeu-se na boca;
a segunda morreu achatada contra o assoalho;
a terceira caiu na tua mão.
.
E foi a que mais doeu.
.
Caio Fernando Abreu
.

20 comentários:

Ana Tapadas disse...

Tão sensível como belo...
beijinho

Flor ♥ disse...

Sim,Ana.

Carlos Fernando Abreu tem essa caracteristica em tudo que escreve.

Bom domingo, querida!

Filomena disse...

Lindo, lindo demais!

Caio Fernando Abreu, que eu conheci desde que comecei com esta aventura dos blogs, sempre me deixa fascinada.
Vocês, brasileiros, têm poetas e escritores maravilhosos.

Beijos

Filomena

Flor ♥ disse...

Oi, Filomena!

Partilhamos o amor por Caio Fernando Abreu. Temos poetas e escritores excelentes. O mesmo digo a ti, minha amiga de além-mar. Florbela Espanca, Fernando Pessoa, José Saramago, Miguel Torga, e tantos outros... que moram dentro do meu coração, bem como de todos os brasileiros!

Beijos!

A Palavra Mágica disse...

Um poema sensível por se tratar de lágrimas e forte pela dor que causa na mão de alguém.

Beijos!
Alcides

Mel disse...

Flor, prefiro nem comentar...
:( Lágrimas dóem caídas em qualquer lugar...
:) Beijos

Cristiane Marino disse...

Nossa amiga!

Que tocante até doeu! foi tão envolvente!

Tem uma indicação para o seu blog lá no meu!

bjs

Liana disse...

Que lindo,Flor!

Agulheta disse...

Flor! Lindo o pequeno poema,mas cheio de aroma e encanto.
Beijinho

Lisa

Flor ♥ disse...

Alcides,

a lágrima que cai na mão do amado é mesmo a mais doída!

Beijos!

Flor ♥ disse...

É mesmo Mel, a própria lágrima já é expressão de dor!

Bjs.

Flor ♥ disse...

Oi, Cristine!

Obrigada, vou lá no ver!

Bjs.

Flor ♥ disse...

Liana, que bom que partilhamos o gosto por Caio!

Bjs.

Flor ♥ disse...

Lisa, Caio F. Abreu é mesmo encantador! Um beijo, querida e uma ótima semana!

Bjs.

Ana Tapadas disse...

Bom Domingo!
Obrigada. Já levei o selo...
Um beijinho

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Flor, já peguei o selo, brigadim...gostei do pequeno poema, lágrimas...estou mexendo em um assim...pequenino também, mas fico remexendo...eita mania...bom fiom de domingo...um abraço na alma

Mírian Mondon disse...

Olá! Descobri voce no blog Esterança, e valeu a pena conferir.
Seu blog é cheio de doçuras e ternuras.
Parabens!

Flor ♥ disse...

Oi, Miriam!

Que bom conhece-la! Vou visitar teu blog. Obrigada pelo gentil comentário!

Bjs.

Flor ♥ disse...

Elcio,

Quando vc publicar vou lá no Verseiro prá ler... adoro teus poemas!

Bj

Bipede Implume disse...

Que história linda e comovente em poema tão pequeno.
Nem precisa de mais. A emoção está toda lá.
Boa semana amiga.
Beijinhos.
Isabel

Interlúdio com ...

Will You Still Love Me Tomorrow - Norah Jones

Will You Still Love Me Tomorrow

Norah Jones

Tonight you're mine completely
You give your love so sweetly
Tonight the light of love is in your eyes
Will you still love me tomorrow?

Is this a lasting treasure
or just a moment pleasure?
Can I believe the magic of your sight?
Will you still love me tomorrow?

Tonight with words unspoken
You said that I'm the only one
But will my heart be broken
When the night meets the morning sun?

I like to know that your love
This know that I can be sure of
So tell me now cause I won't ask again
Will you still love me tomorrow?

Will you still love me tomorrow?
Will you still love me tomorrow?...

Postagens populares

Total de visualizações de página